terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Esta época em que estamos

Olá a todos.

Apesar deste blog estar inserido na temática da SMO, resolvi não falar na dita. Todos sabem que a SMO é uma colectividade com 145 anos de existência e blá, blá, blá,…….., a Sociedade Musical Odivelense deve representar aquilo que a consciência de cada um ditar….
Como tal vou postar um pouco acerca desta quadra que estamos a atravessar. Não, não é o Natal, é o aproximar do final do ano. Gosto especialmente desta semana entre a dita quadra e o início do ano seguinte. Geralmente uso-a para reflectir sobre aquilo que fiz durante o ano, ver o que fiz de positivo, o que fiz de negativo e aquilo que poderei fazer para melhorar. Aproveito e expurgo todos os fantasmas e malapatas que se vão acumulando ao longo do ano e desse modo poder encarar o novo ano que se aproxima cheio de expectativas e esperança que este ainda possa ser melhor que o anterior.
Geralmente começo este processo no último feriado que comemorámos recentemente, pretensamente o dia em que Jesus nasceu (embora alguns cientistas e a própria igreja católica tenha as suas dúvidas) onde à sua roda se ouve falar de tudo menos falar no Seu nome. Assim, sendo esta uma festa dedicada à família, acho é que é por ela que devemos começar este processo.
Posteriormente viro-me para os amigos, não pretendendo dar um ar lamechas nem de novela mexicana a este texto, agora que estamos a 3 dias de conhecer mais um ano, gostaria de renovar aqui a minha amizade para com todos os visitantes deste blog e se de alguma forma fui indelicado ou rude com alguém foi de certeza sem intenção.

Assim caros amigos blogueiros, espero que tenho todos um óptimo 2009 com tudo de bom que desejarem.

Na próxima postagem tentarei falar na dita colectividade que nos une……..

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Escolhi falar do que não quero falar

Confesso que não sei bem do que falar. Por isso, escolhi falar do que não quero falar. Parafraseando um conhecido treinador: Vocês sabem do que estou a falar!!

Agora mais a sério. Nos tempos que hoje correm, as novas formas de comunicação permitem-nos transmitir a nossa opinião sobre os mais diversos assuntos, sendo as actualmente na moda o correio electrónico e os blogs. Muito ao contrário do que se passou ao longo da história da humanidade, actualmente, um grande número de pessoas pode difundir a opinião ou ponto de vista com um mínimo de esforço. No entanto, esse novo factor não veio contribuir para uma discussão ou divulgação mais aprofundada, dando-se um valor exagerado à assertividade (palavra tão em voga!) do que se está a dizer e muito pouco ao seu conteúdo. Isto acontece porque, na maioria das vezes, as pessoas expressam opiniões sobre as quais não conhecem o suficiente, ou não têm a mínima competência técnica. No fundo, transportou-se a conversa de café para estes novos meios de comunicação e promoveu-se o “opinanço” a uma nova forma cultural. Infelizmente, até os próprios meios de comunicação mais clássicos (jornais, rádio, televisão) foram contagiados por esta febre... Pan et circenses, talvez seja este o novo circo com que o povo se vai distraindo...

No fundo, o que eu queria dizer com este paleio todo de introdução é que não quero vir aqui escrever sobre o “problema do momento”, ou outro qualquer assunto que esteja na moda. Gosto no nosso blog por isso. Não nos pomos a falar disso que se encontra em centenas de blogs na internet e que, na verdade, bem vistas as coisas, a grande maioria não serve para muito, nem como discussão, nem como formação, nem como informação. Neste nosso espaço falamos de nós, individual e colectivamente, e é isso que quero aqui continuar modestamente a fazer. Por isso, nesta tertúlia virtual espero contribuir com algo a que esteja habilitado a escrever, sobre nós ou sobre mim, sobre música ou sobre química (que é o que faço profissionalmente).

Na próxima contribuição podem contar com algo de mais concreto.

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Tertúlia - Afinal os 3ºs são os primeiros

Sei que, depois de escrever e "postar" este post, ainda vou ter mensagens a dizer que não faço nada...
No entanto, só posso dizer que, apesar de todo o trabalho que tenho, e dos afazeres a preparar o Natal, só fui eu (o terceiro na lista de inscritos) que cumpri o prazo estabelecido pelo Sr. Prof. de Matemática.

Este post vai ser sobre "A minha vida na SMO" - sem bolinha...

Fez ontem 15 anos que, numa festa de Natal em 1993 (século passado) me juntei a um, chamemos-lhe, agrupamento musical que detém o nome de Banda da Sociedade Musical Odivelense.
Nos primeiros ensaios a que fui, sentei-me numa ponta de uma fila de gente (mais ou menos onde estão agora os 3ºs trombones) ao lado de trompetistas como: Mário, Pedro, Sandra, Elsa, Leonel, Marisa, Cláudio e a Carla (Fliscorne, mas "adoptada" na família trompetista desde sempre).

Foi uma experiência estranha... tentar acertar nas notas e não conseguir, tentar acompanhar os colegas e não conseguir, tentar tocar qualquer coisa de jeito e não sair nada, sentir-me completamente inútil...
Mas com calma, com muita paciência dos meus colegas (principalmente da Sandra que me estava sempre a dizer: "Olha os bemóis e os sustenidos", "Olha as notas", "Está calado"), lá consegui começar a tocar qualquer coisa de jeito e tentar melhorar (coisa que tenho feito desde essa altura até agora).

E já se passaram 15 anos!!!

15 anos de arruadas, procissões, concertos com situações boas e menos boas, engraçadas e sem piada nenhuma...

- Tocar na Basílica de Mafra com 2 coros e 2 bandas;
- Fazer uma procissão no Casal do Rato em que o padre não parou de falar ao telemóvel;
- A fabulosa procissão na Musgueira em que, apesar da fé das pessoas, existiam sempre os carochos a sair das barracas com um ar completamente tripado;
- Arruadas no Carnaval e ver passar à frente dos olhos diversos balões de água;
- Tocar no desfile de carnaval de Odivelas vestido de árabe...
- Tocar para o prédio sito na Abreu Lopes, onde supostamente ocorreram reuniões de preparação do 25 de Abril (mas em que éramos olhados com olhares de espanto por parte das pessoas que estavam ainda a dormir)... quem é que se lembra de ir tocar para um prédio às 9h30 da manhã em dia de feriado???
- O fabuloso concerto nas festas de Odivelas em 2006 acompanhados pelos assadores e o bebé Lily (ver um dos primeiros posts deste blog);
- Os Festivais Ibéricos no Pavilhão Paz e Amizade em Loures;
- O concerto no Parlamento Europeu em Bruxelas, no dia 28 de Abril de 2004!!!

Entre muitos muitos outros que agora não me recordo...

O que quero aqui referir é que existem momentos que tenho na memória e que me marcaram para sempre... e eu só cá estou há 15 anos...

Muitos outros momentos há (apelava, desde já a todos que, nos comments a este post, os referissem) que eu não partilhei porque ainda não pertencia a este grupo...

Para mim, e penso que para grande parte das pessoas, esta casa é a sua segunda casa... Não é só nos concertos de Natal e de Aniversário da SMO que dizemos isto... Dizemos isto, não por dizer, mas por o sentir...
Dizemos isto porque, quando vamos ao ensaio e estamos menos bem, sentimo-nos melhor quando voltamos a casa...
Dizemos isto porque, quando estamos longe dos ensaios e da banda, nos sentimos somente parciais - falta-nos qualquer coisa - falo por experiência própria.

Não seria a mesma pessoa (para o bem e para o mal) se não tivesse vivido com todos os elementos desta banda que me conhecem há 15 anos, todos os momentos que partilhámos juntos...

Daí que este post - e primeiro de tertúlia - é um post de agradecimento a todos por fazerem parte da minha vida.
Agradeço também aqueles que já deixaram de vir aos ensaios há mais ou menos tempo por todo o apoio que sempre me deram.
Agradeço ao mestre Palacino pelos 10 anos em que sempre teve paciência para as minhas falhas e para aquilo que aprendi com ele.
Agradeço ao mestre Luís Filipe por me ter permitido dar as primeiras notas na Banda da SMO.
Agradeço a todo o naipe de trompetes por ser o naipe que o mestre está sempre a mandar tocar mais baixo.
A todos os outros naipes, obrigado por acompanharem os trompetes!!!

Finalmente... e para que isto não se pareça uma cerimónia dos Óscares... BOM NATAL a todos e um Óptimo Ano de 2009...

NOTA: Agora, por favor, tratem de cumprir o calendário de Posts... Afinal bastam uns minutos para cumprir prazos... e isto não é a avaliação dos professores...

Obrigado

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

How to improve...

Depois de assistir a certos vídeos aqui do Blog, e mesmo enviados através da mailing list, comecei a investigar sobre a "Dança do Mosquito" ou "The Bumblebee Song" (em linguagem dos bifes) e deparei-me com o seguinte vídeo (notem o close up dos dedos do senhor... alguém que tente apanhar quais as notas).

Para além de estar a imaginar-me com cãibras nos dedos ou então ter artroses aos 35 anos, pensei, muito seriamente que, aquando da música "Mexican Hat Dance", o Rafael ia cair para o lado roxinho (neste caso, como o filme é a preto e branco, ficaria apenas um pouco mais escuro).

Mas, e confesso que não pratico tanto trompete como gostaria, o senhor tem muita razão naquilo que diz, ou seja, algumas das melhores formas de conseguir improvement ao tocar um instrumento são tocar escalas e aumentar a capacidade de resistência respiratória (andar, nadar ou ainda, e melhor, tocar o referido instrumento).

No entanto, como diria o Laurodérmio: Lets look at the trailer...

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Sessão Experimental da Tertúlia Virtual

Caros tertulianos...

Já parece com um programa da tarde, mas enfim...

Venho por este meio (re)lembrar-vos de que esta é a semana de lançamento da nossa tertúlia. Temos alguns inscritos, mas não serão os suficientes, embora a qualidade abunde no que toca à escrita (excepto eu , que sou mais um homem de números, mas não os dos auditores...). Deste modo, proponho-vos que se increvam para esta nova fase do blog.

Na próxima segunda feira, dia 1 (feriado nacional - Restauração da independência, em relação ao reino de Castela (ou melhor, aos espanhóis dos dias de hoje) em 1640 após 60 anos de domínio de nuestros hermanos... pelo rei que haveria de ser D João IV) irei inaugurar (gosto desta palavra) a tertúlia e esperarei os vossos comentários e/ou sugestões, ou o que vos vier à mente (mesmo dos mais perversos...).

De seguida (passado uma semana), será a vez do Moisés, do Mário (na outra), do Luís Moreira (na seguinte) e do Pedro Fonte (last but not the least).

Os próximos entrarão como titulares seguindo a regra que existe na minha escola junto das mesas de ping-pong (termo científico: Ténis de mesa) que é "eu estou next", ou seja, a seguir ao último que jogou (no nosso caso escreveu...). Assim terá de deixar passar uma "rodada" (também gosto desta palavra) para de seguida entrar como tertuliano titular.

Aos outros, serão considerados suplentes aqueles que não são titulares, mas que comentam e assistentes, os que só leêm.

Assim, as datas afixadas para a primeira "rodada" são:
1 de Dezembro - pOmpOm
8 de Dezembro - Moisés
15 de Dezembro - Mário
22 de Dezembro - Luís
29 de Dezembro - Pedro.

Os temas deverão entrar no blog até segunda feira à noite, para sermos regrados, mas se quiserem escrever no fim de semana e colocar no domingo serão livres para tal. Não se esqueçam de colocar na etiqueta a mensagem: "Tertúlia Virtual...", para ser de mais fácil acesso a quem quiser ler...

Vale tudo menos chamar nomes...

Beijinhos e abraços

pOmpOm

sábado, 15 de novembro de 2008

Música "electrizante"

Olá aos blogueiros e assinantes.
A banda da SMO já temos experimentado alguns projectos mais ou menos interessantes, tal como os concertos didácticos, concertos temáticos, com coro, sem coro. Interpretamos peças em que uns batem nas chaves e outros no bocal até ele não sair, etc. Acho que podíamos partir para algo mais arrojado, concetos electrizantes.
Neste filme pode ver-se como é que utilizaram dois geradores de Van de Graaf para fazer música. O conceito é simples, cada um dos geradores gera uma tensão de 1 milhão de volts, bastando que esta tenha a frequência das notas tocadas. Nesse sentido quando existe uma descarga eléctrica ela terá a frequência da tensão que a gerou, ou seja a frequência das notas.
Podemos usar um ou dois destes e até "assava o porco", iam ver que ao invés de aparecermos nas folhas de couve passavmos a aparecer em tudo q era notícia.

http://br.youtube.com/watch?v=LudXCEZvn50&feature=related

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Dos muitos aromas do Jazz...

O jazz aparece de muitas formas. Deixo aqui um pouco de jazz com sabor de cuba. Como este espaço também tem servido (e bem) para divulgar música, aqui vão os Irakere, com uma secção de sopros abismal!!

When you don't know what it is... it's Jazz!!!

De um dos meus filmes favoritos ("The Legend of 1900", de Giuseppe Tornatore) e com banda sonora de Ennio Morricone, venho por este meio partilhar com todos a nobre arte de tocar trompete...

Caros chefes, chega de discussão de quem consegue atingir os registos mais altos ao tocar o "West Side Story"!!! Se um de vocês conseguir atingir o patamar de performance que podemos verificar abaixo, penso que estará tudo dito relativamente à liderança institucional do naipe de Trompetes...

terça-feira, 11 de novembro de 2008

Filme da Banda na Malaposta

Como não consigo colocar scripts de java no blog, coloco uma "janela" para a página da SMO. Há muitas maneiras de matar pulgas!!

Tertúlia Virtual

Caros Bloguistas,
venho por este meio solicitar que pensem no seguinte assunto:

Este blogue estaria morto se não fossem os nossos colegas Trumps (agora) e Zaracotrim (na génese). Deste modo, sugiro que se crie aqui uma "obrigação" de cada um dar o seu contributo para melhorar p nosso blogue e também para aprendermos um pouco mais sobre o que nos rodeia...

Assim, cada um que se inscreva nesta tertúlia deverá escrever sobre um assunto à escolha (poderá ser actualidades ou um pensamento ou outra coisa que queiram)para que os outros possam (ou não)comentar, para além de irmos fazendo correr as notícias do costume. Teríamos assim a obrigação de escrever e de ler (que faz sempre bem) e ficaríamos deste modo a conhecer-nos um pouco mais (ainda).

Que acham?

Inscrições abertas até ao fim do mês para efectuarmos a calendarização da nossa tertúlia. Contamos convosco!
Cumprimentos
pOmpOm

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Parabéns a vocês... Lena e Moisés

Com alguns dias de atraso, aqui fica uma prenda para o casal.

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Corrida do Tejo - 19/10/2008

Ontem foi dia de corrida. Parabéns ao Fernando, marido da flautinista cici, pelo seu alto desempenho em fazer o percurso em 1 hora, ao Roger e Luís, pelos 10 minutos a mais, e à RuCla team que, por ter estado a fazer as fotos, fez um tempo miserável de 1h22. Um dia destes os tempos oficiais aparecerão por estas bandas.






sábado, 18 de outubro de 2008

Blues Factory

Ouçam este Blues Factory. Ou eles vão a dormir ou nós temos pressa de chegar ao fim.

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Outros (super) músicos ... Danny Kaye e Louis Armstrong

video

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Mensagem do nosso vice (que afinal é secretário)

Caros amigos

Desde que estou na Direcção já fui, 2º secretário, vice-presidente e agora novamente secretário. No entanto o sentimento que mais me ocorre quando vejo aquela exposição é a humildade. Apesar de ter passado grande parte da vida na Sociedade e a ela já ter dedicado muito do meu tempo, acho que o que ela me proporcionou, durante a infância, adolescência e já na idade adulta foi muito mais do que aquilo que eu fiz por ela. Se assim não fosse, não tinha conhecido os lugares que conheci, não tinha o grupo de amigos que tenho (e que pretendo manter para toda a vida ) além da formação moral que me foi incutida.
No entanto estes quase 27 anos que lá passei são uma gota de água nos 145 que a Sociedade tem. Há 145 anos já havia gente como nós que vestia uma farda e tocava um instrumento em nome da Sociedade Musical Odivelense, certamente com condições de vida e de actuação bem mais difíceis que aquelas com que nos deparamos hoje. Não nos devemos esquecer que durante 68 anos a Sociedade não teve sede própria.
Durante 100 anos, tempo que durou a primeira banda, (mais do que talvez algum de nós viva), ouve gente como nós, cada um com a sua história de vida, com as suas dificuldades, que também se esforçaram para que a ideia original não se perdesse.
Assim quando por vezes sou mais um pouco mais brusco com os colegas e amigos, não é exactamente por gáudio próprio mas por respeito por todos aqueles que durante todos estes anos deram um pouco de si para não deixarem morrer o sonho original.
Se repararem nas datas do cartaz do aniversário podem ver que se passou da monarquia para a república, deu-se a 1ª guerra mundial, o estado novo, a segunda guerra mundial e o 25 de Abril, mas a instituição manteve-se sempre no mesmo propósito, divulgar a cultura com a colaboração de todos aqueles que abnegadamente deram um pouco de si para que o nome da Sociedade Musical Odivelense caísse no esquecimento.

Obrigado a todos

Pedro
(1º secretário da direcção)


Acho que todos vamos assinar por baixo

terça-feira, 16 de setembro de 2008

Parabéns a você... Roger


segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Com quantas peças se faz um trompete?

Esta semana, melhor, fim de semana - que de 2ª a 6ª o tempo é pouco para dormir quanto mais para limpezas - lavei o meu trompete. Depois arrependi-me mas já era tarde; só o devia ter limpo lá para o Natal; assim sempre arranjava musgo para forrar o presépio. Enfim, já o dito cujo mergulhava em água quando me lembrei disso e portanto vou ter de forrar o chão do presépio com papel de lustro - ou então vou ao Estádio de Alvalade que na altura já deve haver muitos cartonitos verdes rasgados pelo chão.

Os mais curiosos devem perguntar: lavar o trompete!!! que bela ideia!!! e que produto especial se usa para tão delicada operação??? Os mais velhos lembrar-se-ão que o nosso primeiro mestro preconizava o banho de leite (para não chamar a ferrugem) e chumbos (para ajudar a arrancar o sarro preso nas bombas). Pois eu agora uso... água. Pois sim, aguinha morna e ... DOVE. Sim, que um trompete quer-se cheiroso - e quem quiser pode no ensaio pedir-me para o cheirar que eu deixo.

No meio da tarefa, enquanto esfregava e a água se ia tornando progressivamente mais... usada, lembrei-me de mostrar com quantas peças se faz um trompete.


quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Outros músicos... John Coltrane (II)

Voltamos a John Coltrane, desta vez a partilhar o brilho com Elvin Jones na bateria e Jimmy Garrison no baixo.

O sax de Coltrane soa magnífico (arrepia a simplicidade e beleza da melodia) mas Elvin Jones não é menos genial.

Fechem os olhos, ponham os phones e existam apenas na música durante 443 segundos.

07 The Drum Thing.wma - john coltrane

domingo, 7 de setembro de 2008

Outros músicos.... Callas (a propósito do boicote de S Pedro à ópera na Festa do Avante)

Deve ser da idade...
Nunca a ópera me tinha suscitado muito interesse. A moda das áreas cantadas pelos tenores não me tocou minimamente e o anedotário criado à volta das "prima donna" - talvez difundido pelo imaginário cinematográfico - não ajudava a qualquer aproximação.
Ainda não estou na fase de comprar bilhete para a temporada do São Carlos mas tenho ouvido alguma ópera. Mais exactamente, tenho ouvido assiduamente Maria Callas.

Deixo aqui a área "Un bel dì, vedremo" da ópera de Puccini "Madame Butterfly". Podem seguir a letra e chorar com o romantismo absoluto de Butterfly.


NOTA: A voz original do vídeo era outra mas troquei-a pela de Maria Callas.



Italiano

Un bel dì, vedremo
levarsi un fil di fumo
sull'estremo confin del mare.
E poi la nave appare.
Poi la nave bianca
entra nel porto,
romba il suo saluto.

Vedi? È venuto!
Io non gli scendo incontro. Io no.
Mi metto là sul ciglio del colle e aspetto,
e aspetto gran tempo
e non mi pesa,
la lunga attesa.

E uscito dalla folla cittadina,
un uomo, un picciol punto
s'avvia per la collina.
Chi sarà? chi sarà?
E come sarà giunto
che dirà? che dirà?
Chiamerà Butterfly dalla lontana.
Io senza dar risposta
me ne starò nascosta
un po' per celia
e un po' per non morire
al primo incontro;
ed egli alquanto in pena
chiamerà, chiamerà:
"Piccina mogliettina,
olezzo di verbena"
i nomi che mi dava al suo venire.
(a Suzuki)
Tutto questo avverrà,
te lo prometto.
Tienti la tua paura,
io consicura fede l'aspetto.


Inglês

One good day, we will see
Arising a strand of smoke
Over the far horizon on the sea
And then the ship appears
And then the ship is white
It enters into the port, it rumbles its salute.

Do you see it? He is coming!
I don't go down to meet him, not I.
I stay upon the edge of the hill
And I wait a long time
but I do not grow weary of the long wait.

And leaving from the crowded city,
A man, a little speck
Climbing the hill.
Who is it? Who is it?
And as he arrives
What will he say? What will he say?
He will call Butterfly from the distance
I without answering
Stay hidden
A little to tease him,
A little as to not die.
At the first meeting,
And then a little troubled
He will call, he will call
"Little one, dear wife
Blossom of orange"
The names he called me at his last coming.
All this will happen,
I promise you this
Hold back your fears -
I with secure faith wait for him.


video

sábado, 2 de agosto de 2008

Parabéns a você... Luís Malheiro

Como forma de agradecimento dos mail's que nos envias, este ano convidei uma garina para te cantar os parabéns.
Espero que gostes...


video

segunda-feira, 28 de julho de 2008

Quem quer tocar trompete?

Em boa altura aparecem na SMO clarinetistas, saxofonistas e outros ()istas a tocar instrumentos de formatos estranhos :)))

Aqui está um clip a mostrar para quem quiser ver e ouvir um instrumento de classe.

video

segunda-feira, 14 de julho de 2008

Onde andam os mergulhadores?

Ele é biclas, ele é mergulho... Temos realmente aqui um grupo de desportistas que teimam em não se deixar vencer pelo pneu abdominal.

Confiram a equipa de mergulho da SMO aqui (podem ver à vontade que desta vez não há ninguém a vomitar)

Concerto nas Festas de Odivelas. Concerto?? Qual concerto?? Nem houve entremeadas!!

Depois do tão documentado concerto em Alguber, ninguém se lembrou de escrever do concerto das Festas de Odivelas :(( Pudera, nem houve entremeadas - e este ano nem sequer cheiro. De qualquer modo foi um belo concerto. Nada melhor que 2 concertos numa semana para aumentar os níveis performativos. O que a malta precisava - para tocar melhor/"sem medos" e para poder trocar de reportório mais rapidamente - era fazer mais uns quantos concertos.
Notícia espantosa a ainda não comentada neste espantoso blog é que TEMOS UM CD GRAVADO. Quando tudo corria o perigo de cair nas brumas do esquecimento, eis que um CD com músicas gravadas por nós vê a luz do dia. Antes de maior júbilo vou aguardar o comentário do nosso maestro. Se for no mínimo condescendente já terá valido a pena.

quarta-feira, 9 de julho de 2008

O que as pessoas fazem depois do concerto

Sem comentários, as imagens falam por si...
video

terça-feira, 8 de julho de 2008

Venda do Freixo - Alguber - 06.07.2008 - Os morfes







segunda-feira, 7 de julho de 2008

Venda do Freixo - Alguber - 06.07.2008

Depois de um magnífico passeio alfacinha, com adrenalina ao máximo na descida da av liberdade, nada melhor para restabelecer o equilíbrio, como um belo concerto em Venda do Freixo.

Depois de uma viagem alucinante, sempre na expectativa de ser trespassado por uma pêra rocha a cada curva, eis que passamos ao concerto, brilhante como sempre, ou... 'razoável', como diriam os entendidos... valeu pela Carmen Goodman...

De seguida, o sempre aguardado prolongamento... onde este serviço atingiu uma pontuação inversamente proporcional ao nº de entremeadas restantes na travessa....

Como tal, alguns elementos retribuíram, dando início às hostilidades dançantes:




Em breve, uma 'treila' do acontecimento....

domingo, 6 de julho de 2008

510 Anos SCML Bike Tour - 6 de Julho de 2008

Mais uma big participation da SMO, neste caso nos 510 anos da SCML.
Démos pr'ái uns 55km/h a descer a Av. da Liberdade....
Não ficámos em último...havia lá uma miudinha de 6 anos que precisava de óleo no triciclo que ainda ficou atrás de nós...
Abraço e Beijinhos.
Obrigado ao Moisés e Lena por esta iniciativa..

Eis las photos......












quarta-feira, 18 de junho de 2008

145º AniversárioSMO III

Foi assim que tudo começou. Com "Arsenal".


video

145º Aniversário SMO II

Mais um exerto no aniversário da SMO

Benny (Carmen) Goodman



video

Bravo, Carmen.

segunda-feira, 16 de junho de 2008

145º Aniversário da SMO I

Excerto da nossa (antecipada) festa de aniversário - este ano com oferta de bombardino (da Câmara) e clarinete (da Junta) entre outras prendas +/- simbólicas.

Aqui fica um excerto da actuação do quinteto (de seis) de metais. A actuação não é brilhante mas é "apresentável" ao nosso nível. Mas se alguém vos perguntar a razão de não estar on-line a 1º dança tocada, a resposta oficial é que.... a gravação se estragou. De um modo não oficial digamos apenas "que há dias em que o trompete não deve sair do estojo".


video

sábado, 14 de junho de 2008

Pilatus: Mountain of Dragons

Pilatus: Mountain of Dragons - Steven Reineke

terça-feira, 10 de junho de 2008

Parece que foi ontem...

O nome deste post parece retirado de um programa da RTP antes do 25 de Abril (o de 1974) ou de um programa de rádio de uma qualquer estação local em que a música de ranchos folclóricos se mistura com songs de Tony Carreira (nos melhores dias) e Quim Barreiros (nos piores) e com notícias de feiras de gado bovino e dos produtos mais eficazes para a cura/matança do escaravelho da batateira, tudo muito bem envolvido por uma voz sexagenária de hálito a mentol - quando não Mebocaína.

A propósito de eu no ensaio de hoje andar à procura da cicatriz que ficou do pneumotorax (que aliás demorou a encontar - que raio de coisa para se fazer num ensaio da banda) , diz-me o Interino que "isso foi há sete anos". Espanto!!!! "Como sabes?" pergunto eu, que raramente me lembro do dia de ontem (julgo que é mais uma defesa que um defeito, mas o desenvolver deste assunto terá de ficar para outra altura). "Porque foi na altura do meu casamento." "E em que dia foi isso" "Fez ontem sete anos". Está finalmente desvendado o segredo do "parece que foi ontem". Não é portanto saudosismo bacoco e adiantado, é apenas "parece que foi ontem de fez sete anos que o Pedro e a Paula se casaram".


Interino, peço desculpa pelas pessoas que ficaram a dormir na fotografia; o que importa é que estavam lá para partilhar esse momento importante contigo - mesmo que estivessem a dormir.

domingo, 8 de junho de 2008

Dakota - Jacob de Haan

The Great Spirit


Buffalo Hunting


Smoking the Pipe


The Ghost Dance

NOTA: Com agradecimentos ao Rui Cardoso

sábado, 31 de maio de 2008

Quem me manda a mim (tentar) tocar trompete?

Um robot a tocar trompete? Já aqui mostrámos alguns músicos que a tocar parecem verdadeiras máquinas mas isto passa todas as marcas. By Toyota.

Filmes ... Paris, Texas

Quem nunca viu o filme não vai ter paciência para ver até ao fim mas quem viu de certeza que não pode esquecer esta cena. Para mim, definitivamente, um dos filmes da minha vida.


Outros músicos.... The Cinematic Orchestra

Volto à divulgação de outros músicos, para fugir a este "blog de aniversários".
Vale a pena ouvir e descobrir "The Cinematic Orchestra" em "To build a Home".

quinta-feira, 22 de maio de 2008

Parabéns a você.... Tânia

video

Disclaimer's:

a) com as nossas desculpas ao maestro por ter a coragem de colocar on-line este vídeo pouco musical

b) à Tânia; se a qualidade da música for inversamente proporcional à amizade que te temos podes considerar-te uma mulher feliz

c) a fraca qualidade da imagem não se compara com a inqualidade musical destes "parabéns"; mas esta é propositada, uma homenagem que repetimos em cada aniversário àqueles de quem gostamos

sexta-feira, 18 de abril de 2008

Parabéns a você .... Xana

Parabéns querida amiga Xana.


domingo, 13 de abril de 2008

Obrigada







Olá amigos



É complicado para mim pôr em palavras os sentimentos que me vão cá dentro...


Só queria deixar aqui o meu muito obrigado pela vossa amizade e pelo carinho com que me organizaram este jantar. Não sou pessoa de deixar passar mais um ano da minha vida sem o comemorar, e este ano foram vocês não o deixaram .... Obrigada!


Apesar de todas as pedras que se me atravessam no caminho, são muitos dos momentos que passo convosco e muitas das vossas palavras que me vão dando força...


É bom, e tem sido bom contar convosco e ter-vos presente em todos os momentos bons e menos bons...


De mim, já sabem, usem e abusem quando necessitarem também.... (no bom sentido ;))



Carmen










domingo, 16 de março de 2008

Mini Maratona de Lisboa - 16 de Março de 2008

Hoje foi dia de corrida. A SMO e amigos estiveram presentes! Eis a reportagem fotográfica...























by TemplatesForYou-TFY
SoSuechtig, Burajiru